HUACA-CUPIM

HUACA-CUPIM, Cupim or not cupim Arqueologia biológica da ficção científica Cecilia Vilca Ocharan (Peru) Huacas são templos pré-hispânico de adobe, típicos das culturas da costa peruana. Essas ruínas se localizam no meio das cidades. Este projeto brinca com a ideia…

HUACA-CUPIM

Source

0
(0)

HUACA-CUPIM, Cupim or not cupim
Arqueologia biológica da ficção científica
Cecilia Vilca Ocharan (Peru)

Huacas são templos pré-hispânico de adobe, típicos das culturas da costa peruana. Essas ruínas se localizam no meio das cidades. Este projeto brinca com a ideia do colonialismo epistemológico ocidental, que historicamente, e com todos os tipos de argumentos, nos reduziu a animais e onde o papel da natureza na construção de nossa identidade foi banalizado… Então, em Huaca-Cupim, nós mesmos decidimos nos reduzir a insetos. O projeto também representa a busca pela natureza na construção de uma cidade, os últimos vestígios desse lugar / território (ruínas) onde Brasília foi sonhada.
Fazer ficção com a terra vermelha, somos esses insetos, deixamos nossa saliva para construir o templo… Essa terra é vermelha como nosso sangue. Vermelha, vermelha. E dura. Alguns cupins. Uma huaca biológica.
Ritualizando a ciência, uma peregrinação microscópica acontece no Trilha Indígena Krahô. Usando um Foldscope, um microscópio de origami, o peregrino, reinsere as idolatrias, ela é o sonho de seus ancestrais. O anseio caminha, estabelecendo uma relação de proximidade com a divindade. O resultado é projetado como um projetor de DIY sobre o templo. O invisível para os olhos existe.
Ciência para todos, tecnologia ancestral, DNA de crença.

0 / 5. 0